636177991872123974-1640898650_calvin-klein-fashion-show-spring-2015-the-impression-featured

Workshop para Novos Modelos em Canoas

Com a crescente participação de modelos brasileiros no disputado mercado internacional, tem sido cada vez maior o número de jovens que sonham em percorrer as passarelas das principais semanas de moda, ou estampar  capas e editoriais de revistas.

Para quem busca uma oportunidade, acontece no sábado, 06 de maio, das 10 as 17 horas,  na Casa de eventos Blue Moon, em Canoas, o Workshop Novos Modelos, ministrado pelo estilista e consultor de moda Márcio Weiss, contando com a participação de profissionais da área da moda, e mercado publicitário.

Podem participar jovens com idade entre 14 a 25 anos, masculino e feminino.

O Workshop terá treinamentos práticos de técnicas de passarela, atuação em foto e vídeo, desinibição, andamento e postura, e também palestras com informações indispensáveis para a futura atuação dos modelos, no mercado nacional e internacional.

Os participantes ao final serão avaliados por uma equipe formada por profissionais e scouters ligados ao mercado da moda.

As vagas são limitadas,  as atividades serão desenvolvidas na Casa de Eventos Blue Moon, pela manhã e tarde, e
todos os selecionados serão fotografados durante o evento, e terão o desempenho em passarela registrado em vídeo, para futuros trabalhos, além da avaliação presencial dos profissionais presentes ao evento.

Os participantes serão fotografados individualmente, e simultaneamente, pela equipe formada pelos fotógrafos Luciano Amante, Clovis Venice, Aldrin Junior, Gabriela Fin, Brunna Dias, Pri Pereira, Vitória Morais, Nathy Goncalves. Na produção de cabelo e maquiagem para as fotos, os ensaios contarão com o reforço da equipe de Daniela SMello (que representou o Brasil em Londres na World Skills), e também de Tatiana Vizentini.

photography-workshop-attendeesaaaaaba6ac9175ef9d6ba44a689a3731e39bff7295736c44244e8e55e2d937893431d

Para essas fotos, os looks serão confeccionados por uma equipe participante de uma oficina exclusiva de Moda Conceito, para que o resultado se aproxime dos editoriais internacionais, e para que os modelos fotografados, possam utilizar as fotos para compor seus portfólios.

O workshop contará ainda com a presença da maior agência de modelos do Brasil,  Joy Model Management, que atua no mercado nacional e internacional. Entre os participantes dois modelos serão escolhidos para a realização de ensaio fotográfico com o fotógrafo Gabriel Raizer, com produção da Beauté Killers.

Vale salientar que os interessados passam por uma pré-seleção através do envio de fotos(amadoras) , informando o nome, idade, altura e cidade,  para o e-mail: modelosmarcioweiss@gmail.com

Apoiam o evento: Casa de Eventos Blue Moon,  Salvo Conduto, Soho Chic, Spa das Sobrancelhas – Unidade Moinhos Open Mall, Doghaus, O Armazém – Centro Estético, e Dra. Tainá Fritzen – Cirurgiã Bucomaxilofacial.

Confira o teaser:

 

 

Renata Sarti, Lilly Sarti, Giovanna Ewbank e Patricia Birman.

MEMO por LILLY SARTI – Fila A

O desfile MEMO por LILLY SARTI, movimentou a Fundação Bienal, durante o São Paulo Fashion Week, com as propostas para o inverno 2017. Convidada por Patricia Birman, CEO da MEMO, a atriz Giovanna Ewbank desfilou pela primeira vez no evento.

Nomes como Allan, Maythe e Anderson Birman, Johanna Birman, Isabel Carvalho Pinto, Giovana Refatti e Camila Espinosa, Costanza Pascolato, Juliana Santos e Rosangela Lyra, marcaram presença.

Confira nas fotos de Ale Scheneider, alguns dos nomes que foram prestigiar o desfile.

 

Lino Villaventura

SPFW - N43

Março / 2017

foto: Marcelo Soubhia / FOTOSITE

São Paulo Fashion Week – Inverno 2017 – Lino Villaventura

Como todos os desfiles do estilista Lino Vilaventura, a leitura das peças é claro, looks autorais, criativos, e acima de tudo com o DNA totalmente Lino. Longos vestidos de festa, camisaria desconstruída, peças douradas que nos fazem lembrar de vestes medievais, produções com pegada neo gótica, estilo genderless que veste meninos e meninas, tudo com a costumeira teatralidade que faz de seus desfiles, verdadeiros shows no SPFW.

Destaque para os vestidos com saia armada por camadas de tule, capas irregulares e para os amplos vestidos com recortes inusitados.

Agência Fotosite – Divulgação.

Projeto Estufa - Helen Rodel

SPFW - N43

Março / 2017

foto: Marcelo Soubhia / FOTOSITE

A moda em crochê da gaúcha Helen Rödel no SPFW

Em cada ponto da coleção em crochê da estilista gaúcha Helen Rödel, o seu ponto de vista de design, em um trabalho apaixonante e que resgata a criação da moda artesanal.

A gaúcha, nascida em Lajeado, tem no trabalho com fios e agulhas , o fio condutor de uma trajetória que ultrapassa barreiras, e foi assim que Helen apresentou sua primeira coleção na Casa dos Criadores, em São Paulo, no ano de 2012, fazendo agora sua estreia no São Paulo Fashion Week, dentro do Projeto Estufa, que foi pensado como uma plataforma que, por meio de desfiles e apresentações de moda, encontros e conversas, busca provocar diálogos e reflexões de olho no desenvolvimento de iniciativas que vão pautar o futuro dos negócios criativos.

Helen Rödel que teve também seu trabalho lançado em showrooms de Paris, Nova Iorque e Londres, já participou inclusive da Semana de Moda da Islândia.

Fotos: Agência Fotosite – Divulgação.

vans-alagarcone-2

Parceria entre Vans e À La Garçonne na SPFW

Completando quase vinte anos de presença no Brasil, a Vans une forças com a grife de Fábio Souza e debuta nas passarelas do São Paulo Fashion Week para apresentar uma coleção especial, exclusiva e limitada. A parceria surgiu da sinergia entre as marcas que valorizam a expressão criativa através da customização, restauração e reuso de materiais. Alexandre Herchcovitch, estilista da ALG, acredita que a mistura destes universos garantem inovação nos produtos.

A À La Garçonne, muito reconhecida pela sua intimidade com o Vintage, fará interferências em 120 modelos de tênis clássicos da Vans, inspirada em seu próprio universo, garantindo uma coleção irreverente e cheia de personalidade que estará disponível para a venda exclusivamente na loja ALG, logo após o desfile.

 Idolatrada por skatistas do mundo inteiro, a Vans foi criada em 1966 e traz o “Custom” em sua bagagem histórica. Nos anos 70, era comum que os clientes entrassem em suas lojas para encomendar tênis personalizados. Desde então, segue se relacionando com este universo de diversas maneiras, sendo esta a primeira vez que uma parceria colaborativa desta amplitude é lançada na América Latina.

A coleção Vans + À La Garçonne prova mais uma vez que o streetwear e o skateboarding garantiram seu espaço na moda. Uma das principais referências da cultura de rua norte americana, a marca californiana tem conquistado os pés de fashionistas do mundo inteiro.

Fotos: Zé Takahashi

Isabela Capeto_N43_0012(1)

São Paulo Fashion Week – Inverno 2017 – Isabela Capeto

Falar de Isabela Capeto é falar de envolvimento com todos os processos no desenvolvimento de uma coleção, mas também  da relação direta da estilista com tudo aquilo que ela desenvolve.

Elementos que unem as manifestações culturais, a preocupação com a sustentabilidade, sua paixão pelo processo criativo; tudo isso faz parte do universo de Isabela Capeto.

Nesse inverno, sua inspiração é o Cariri cearense,  mas com uma liberdade criativa que a faz conseguir reunir com maestria poética, um universo tão brasileiro, através da mistura de tecidos, texturas, formas e estampas florais, nos grafismos de vegetação que lembram a camuflagem militar, nas peças com detalhes folk, e nos bordados e patches.

Fotos: Agência Fotosite – Divulgação

 

307380_686856_fmilazzo_027a

São Paulo Fashion Week – Inverno 2017 – Fabiana Milazzo

Fazendo sua estreia na SPFW, a estilista mineira Fabiana Milazzo apresentou sua coleção tem prestando uma homenagem ao Brasil, através de elementos da fauna, flora e paisagens amazônicas, que se misturam a tantos símbolos icônicos da cidades históricas de Minas e das metrópoles brasileiras, como obras de Oscar Niemeyer, os grafites de São Paulo, o Cristo Redentor e as favelas do Rio de Janeiro.
Para as peças feitas à mão, Fabiana se uniu a ONGs que investem no trabalho de artesãos, promovendo a cidadania através do ensino e valorização de práticas sustentáveis.  Com o Instituto Tecendo Itabira (MG), de Ronaldo Silvestre, que treina e qualifica mulheres para a produção de peças artesanais, a designer desenvolveu peças de formas orgânicas com textura em relevo que refletem a sinuosidade das obras do arquiteto Oscar Niemeyer. Já o projeto Casulo Feliz, tecelagem artesanal de Maringá (PR), empresta seu fio de seda sustentável para casacos e blusas da coleção. No denim, os moletons levam o trabalho das mulheres da ONG Ação Moradia (Uberlândia), onde a estilista idealizou e financia o projeto Mulheres de Renda, que visa gerar renda por meio da profissionalização de bordadeiras.

O denim, aliás, continua forte na coleção de Fabiana, fazendo o contraponto entre o casual e a moda festa e feito em parceria com a Canatiba, através do projeto CanatibaLab + Fabiana Milazzo, do qual a estilista faz parte. A aposta da vez para o material é em listras criadas no próprio tecido com tiras de jeans reaproveitados, que seriam descartados, ou em bordados, misturando lã e pedraria. O trabalho pode ser visto em saias, trench coats e moletons oversized.

Tecidos nobres, como chiffon, organza e musseline de seda pura aparecem em vestidos de festa godê – longos e midi -, saias amplas e blusas de mangas volumosas, românticas como a essência da marca. Nas peças de shape mais ajustado, os decotes e cavas são mais profundas, dando um ar sexy à coleção essencialmente romântica. Já as peças construídas com o viés de zibeline são mais estruturadas e apresentam formas inspiradas no trabalho de Niemeyer, mas com inspiração nas curvas do corpo feminino.

Na cartela de cores, o off white foi usado como base para as estampas e bordados – que levam toques metalizados – além de azul intenso, denim e dois tons de vermelho.

Nos pés, sapatos desenvolvidos pela Masqué, de Adriana Pedroso, trazem pequenas “penas” feitas artesanalmente em couro, lembrando pássaros. Brincos e colares foram desenvolvidos em parceria com a Annaka.

Fotos: Marcia Fasoli

A LA GARCONNE

SPFW - N43

Março / 2017

foto: MARCELO SOUBHIA / FOTOSITE

São Paulo Fashion Week – Inverno 2017 – À la Garçonne

Apresentado na manhã desta quinta-feira (16/03) durante a SPFW, o desfile “À La Garçonne” teve como inspiração elementos do movimento punk, além do boxe e fetiches, sempre com o perfume vintage, DNA da marca. A transparência da maioria dos looks, foi um dos elementos mais explorados pela marca, assim como anatomia do corpo humano, que serviu de base para as estampas apresentadas na passarela.  Na composição dos looks, muito nylon, renda, tecidos telados, outwear, e tecidos metalizados.  Nada conservadora, a coleção agradou todos aqueles que buscam e exploram um visual mais audacioso.

Impossível não destacar a diversidade do casting do desfile, bem como a presença de modelos negros.

Fotos: Zé Takahashi

photo5062256843040073649aaa

Aos 52 anos Jorge Gelati desfila na SPFW

Não foi a aparência, nem muito menos a idade de Jorge Gelati, 52 anos, que causou tanto frisson na passarela do desfile que comemorou os 45 anos da Ellus, mas sim seus cabelos e barba grisalha, que na verdade sempre foi sua marca registrada. Em meio a tantos new faces que participam dos desfiles da SPFW, Gelati estava compondo um casting que resgatava a importância de tantos modelos veteranos que ajudaram a contar a história da marca, não só no maior evento de moda da América Latina, mas também nas campanhas publicitárias.
A trajetória do modelo veterano é de invejável, já que é foi o primeiro modelo masculino brasileiro a fazer sucesso no exterior, protagonizando campanhas e desfiles para as principais marcas internacionais, como Armani, Givenchy, Hermes, Gaultier, Yves Saint Laurent e Dolce&Gabanna.

Jorge Gelati vive atualmente em Estocolmo, na Suécia, é casado e tem dois filhos, mas foi no início dos anos 90, em Porto Alegre, que com 23 anos, o modelo pisou pela primeira vez na passarela, e participou da primeira edição da São Paulo Fashion Week, para na sequência passar 16 anos atuando como modelo em Paris.
Com uma beleza máscula, já que desde os 19 anos, Gelati ostentava os cabelos grisalhos, os profissionais que já trabalharam com o modelo, o descrevem como um profissional focado, responsável, e que mantém uma relação elogiável com os inúmeros profissionais que fazem parte do mercado da moda.

Quem acompanhou de perto o início da carreira do modelo foi a fotógrafa e diretora da MC Modelos, Maribel Cachoeira, que na época atuava na Kromak, responsável pela seleção de casting: “O Jorge Gelati, começou a carreira de modelo na empresa Kromak, bem jovem, já muito comprometido com o trabalho. Desde então só o vi crescer como profissional”, confirma Maribel.

O sucesso se faz com a convergência de inúmeros fatores, mas é indispensável que os momentos percebam a importância de atitudes responsáveis e escolhas adequadas para permanecer no mercado da moda, e por ser um profissional exemplar que  Gelati, ainda hoje, participa do seleto time de modelos brasileiros que atuam no exterior.

Vitorino Campos (3)

São Paulo Fashion Week – Inverno 2017 – Vitorino Campos

Abrindo o segundo dia de desfiles da SPFW, Vitorino Campos absorveu referências da obra de Terrence Malick, diretor, roteirista e produtor de cinema norte-americano.

Se a obra de Terrence, foca na reconciliação, misericórdia e beleza em coexistência com mortes e sofrimento, o estilista transformou esse universo em uma reflexão sobre a origem do universo e a relativização das tragédias pessoais presentes no trabalho do cineasta.

Mais uma coleção, que para o inverno propõe ombros de fora, peças assimétricas, o confronto de tecidos leves como o nylon, com materiais mais pesados, como couro e lã. Destaque para o xadrez, listras e acessórios lúdicos.

Fotos: Agência Fotosite – Divulgação